Cooperativismo e economia solidária podem ajudar a superar a crise de desemprego no Brasil
07 de julho de 2020

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, trabalhadores e trabalhadores são os mais afetados. Aumento do desemprego e da informalidade deixam populações ainda mais vulneráveis. Para mostrar que é possível superar a crise e retomar o crescimento do Brasil com sustentabilidade, campanha promovida pela Unicopas, traz o cooperativismo e a economia solidária no Brasil enquanto estratégias para a retomada da geração de trabalho e renda no país.

O desemprego e o trabalho informal, aquele sem carteira assinada, são realidades que, se somadas, atingem mais da metade da população brasileira. De acordo com dados mais recentes do IBGE referentes ao trimestre encerrado em maio deste ano, 12,7 milhões de pessoas estão desempregadas no Brasil (12,9%). Em três meses o país perdeu 7,8 milhões de postos de trabalho e desses postos a menos, 5,8 milhões eram informais. A informalidade é opção para 36,8 milhões de brasileiros, ou seja, 39,9% dos trabalhadores e trabalhadoras.

O cenário foi impulsionado pela chegada da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil. “Para um país que vem sofrendo constantes quedas econômicas e consequentes violações de direitos, em especial, os trabalhistas, além do agravamento das crises sociais e econômicas como a que vivemos, pensar em estratégias que mudem este cenário é fundamental para que revertamos a situação e alcancemos o desenvolvimento sustentável”, alerta Arildo Mota Lopes, presidente da Unicopas.

Por isso, a União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias (Unicopas), da qual a Unicafes Nacional é afiliada, lançou no Dia Internacional do Cooperativismo, a campanha ‘Por um Brasil Cooperativo e Solidário: mais trabalho e renda’, que visa promover o cooperativismo e a economia solidária enquanto estratégias para a retomada da geração de trabalho e renda no país. Lopes explica que com foco no ambiente digital, a campanha busca sensibilizar a sociedade em geral sobre o potencial do cooperativismo solidário.

Para isso serão desenvolvidas ações durante todo o mês de julho. Experiências que mostrem o potencial do cooperativismo e da economia solidária enquanto geradores de oportunidades de trabalho e renda, principalmente às populações mais vulneráveis, serão retratadas nos canais de comunicação digital do Unicopas. “Além disso, vamos orientar nossas cooperativas e associações com relação aos cuidados que precisamos ter com o nosso trabalho produtivo em tempos de pandemia”, observou Arildo.

De acordo com o presidente da organização, para gerar mais oportunidades trabalho é preciso investir no cooperativismo e na economia solidária. “O cooperativismo solidário é a solução para trabalhadores desempregados e informais retomarem atividades socioprodutivas e gerarem renda. Mas ainda não existem programas governamentais efetivos que fomentem o cooperativismo e a economia solidária no Brasil”, lembra.

Todas as centrais afiliadas à Unicopas – Unicafes Nacional, Unisol Brasil, Concrab e Unicatadores – estarão envolvidas na campanha trazendo experiências exitosas no campo do cooperativismo e da economia solidária. “Nós acreditamos que a transformação e a justiça social só serão possíveis quando o Brasil investir efetivamente em políticas públicas que promovam e beneficiem o cooperativismo com viés econômico solidário. Só assim, teremos trabalhadores e trabalhadoras, em especial os mais vulneráveis, entre eles mulheres e juventudes, fortalecidos e contribuindo ativamente para o crescimento social e econômico do nosso país”, ressalta Lopes.

Segundo o presidente da Unicopas, Arildo Mora Lopes, esses números podem ser ainda maiores. Isso porque o cooperativismo é uma das formas associativas de organização do trabalho que também pode ser encontrado em associações produtivas e empresas de autogestão, por exemplo. “As estatísticas oficiais disponíveis no Brasil ainda não contemplam a totalidade desse campo produtivo”, completa.

Acompanhe a campanha ‘Por um Brasil Cooperativo e Solidário: mais trabalho e renda’ no site e nas redes sociais da Unicopas. Se desejar, envie um e-mail para imprensa@unicopas.org.br com o assunto ‘campanha unicopas’ para receber os conteúdos em seu e-mail.

Esta campanha faz parte das atividades realizados pelo projeto “Fortalecimento da Rede Unicopas”, co-financiado pela União Europeia.

Sobre a Unicopas

Criada em 2014, a Unicopas (União Nacional das Organizações Cooperativistas Solidárias) nasceu com o objetivo de atuar na concepção e no fortalecimento do cooperativismo e da economia solidária no Brasil. Isso porque acredita que essas são alternativas estratégicas na promoção de um desenvolvimento com sustentabilidade, equidade e justiça social.

Congrega quatro grandes centrais do cooperativismo e da economia solidária do país: União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários do Brasil (Unisol Brasil), Confederação Nacional das Cooperativas de Reforma Agrária do Brasil (Concrab) e União Nacional de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis do Brasil (Unicatadores).

A Unicopas representa mais de 2.500 cooperativas, associações produtivas e empresas de autogestão do campo e da cidade, agregando cerca de 800 mil associados e gera cerca de 125 mil postos de trabalho direto.

Fonte: Unicopas
 
Assine nosso informativo e fique por dentro das nossas novidades
ATENDIMENTO
(61) 3226-3277
secretaria@unicafes.org.br
2020 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual